“Admirável mundo novo” – Parte 2

 Olá, galera!

Então, gente, eu acabei de sair da minha primeira semana de provas daqui e, por isso, me sinto muito relaxado nesse fim de semana. Apesar de só ter tido duas provas até agora, posso dizer que talvez nunca tenha estudado tanto em tão pouco tempo.

Yale, como toda universidade grande aqui nos Estados Unidos, vai ter sempre dois tipos principais de aulas: os seminars e as lectures. Os seminars, que são a maior parte aqui da universidade têm em média 10 alunos na sala. Esse tipo de aula geralmente acontece em salas de aula com a mesa propositalmente redonda, de forma que professores e estudantes possam discutir os assuntos da matéria frente a frente. Sem dúvidas, os seminars são matérias muito puxadas, porque exigem muito da sua participação (e ela é um dos maiores critérios para a nota final por aqui). Já as lectures são as aulas em grandes auditórios. Yale não tem muitas lectures, mas as poucas que temos aqui tem entre 200 e 400 alunos. Mas o que acho bacana é que depois das lectures, todos os alunos inscritos têm que frequentar pequenas sessões com, em média 15 alunos, com um professor auxiliar, a fim de que se tenha certeza de que todos os alunos realmente estão entendendo a matéria e que não há nenhuma dúvida sobre o que foi ministrado.

Esse suporte maravilhoso que a gente tem aqui é realmente um diferencial. Da mesma forma, aqui todos os professores, dos Prêmios Nobel até o mais novato da universidade, têm que ficar em média 2 horas por semana com um horário reservado só para tirar dúvidas de alunos. Isso é muito bacana, porque mantém os alunos em contato com pessoas, que, muitas vezes, são líderes nos seus campos de pesquisa.

Eu sou um dos grandes frequentadores das “office hours” dos meus professores! Os professores realmente gostam de receber alunos durante as office hours, já que eles são “obrigados” a ficarem esperando pelos alunos.

Sobre a ideia de recepção aos novos alunos: ao contrário do Brasil, onde os calouros são muitas vezes ridicularizados nos trotes das universidades, a recepção aos novos alunos aqui é muito amigável. Os upperclassmen (veteranos) levam os freshmen (calouros) para conhecer a faculdade e conversam muito com a gente sobre tudo (tudo mesmo) da vida no ambiente universitários. É, sem dúvidas, um ambiente muito mais receptivo do que eu esperava e eu estou amando!

Gostaria de agradecer a Karla pelas sugestões pra escrever esse post! Por favor, mandem mais sugestões e dúvidas!!! Eu adoro estar em sintonia com quem está lendo o blog!

Beijos e uma boa semana, Paulo Ricardo

Anúncios

2 Respostas para ““Admirável mundo novo” – Parte 2

  1. Amei essa interação com os professores! Aqui isso depende somente do professor. Tenho um que no início das aulas sempre lembrava que reservava um tempo para dúvidas dos alunos na sala dele, mas ninguém deu bola e ele desistiu!
    Obrigada pela lembrança, Paulo!

  2. Karla, sempre que tiver alguma dúvida, é só postar aqui, que eu ficarei mais do que feliz em responder!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s