Como unir ajuda humanitária e remuneração adequada no trabalho?

Não sei se vocês sabem o que é microcrédito, mas com certeza é algo que está ajudando o desenvolvimento do mundo. Tudo começou com Muhammad Yunus, em Blangadesh (um dos países mais desfavorecidos da Ásia), quando fundou o Banco Grameen para emprestar dinheiro aos pobres. Esse banco mudou a história de muitas pessoas, o que concedeu um merecido Prêmio Nobel ao Yunus. Resumindo, o Grameen era inovador em diversas formas: pelo empréstimo àqueles que normalmente não o conseguiriam nas instituições financeiras tradicionais, pela forma de pagamento diária (não acumulando o montante para o final) e pelo acompanhamento de perto dos projetos a serem feitos. Resultado: inadimplência quase zero!

O bacana é que essa idéia se espalhou pelo mundo, chegando, claro, no Brasil. Primeiro com o Banco do Nordeste. Em seguida também em São Paulo (Microinvest), que está dando muito certo. Recentemente, assisti a uma palestra muito bacana lecionada pelo Paulo Cruz, que foi um dos primeiros agentes de créditos de São Paulo. Ele comentou o quanto a idéia do microcrédito está dando certo no Brasil, e o quanto ainda pode crescer. Nos vários empréstimos concedidos para pessoas da periferia a inadimplência é zero, justamente por causa desse tratamento pessoal dado a cada cliente, atrelado ao entendimento do quanto é importante que cada pessoa pague a dívida para que mais pessoas possam ser ajudadas. Salões de cabelereiro foram construídos, supermercados, mercearias. E todos saem ganhando: mais renda e bem estar para a população e, por conseguinte, mais mercado consumidor para as indústrias, o que gerará mais renda, mais produção e desenvolverá nosso país.

Ainda sobre esse tópico, por coincidência, acabei descobrindo um blog de uma menina brasileira que está trabalhando em Blangadesh com o próprio Yunus. Ela será a representante do Grameen no Brasil. É demais!!Ela conta do dia-a-dia, das pessoas, da diferença cultural. Vale a pena:  http://maprocknor.blogspot.com/2010/11/grameen-danone-e-grameen-health-care.html

Espero que vocês também tenham achado interessante esse assunto, afinal é algo que está revolucionando os meios de financiamento no mundo para a população de baixa renda. É ajuda humanitária por um lado, mas também é totalmente viável no quesito financeiro.

Patrícia

Anúncios

5 Respostas para “Como unir ajuda humanitária e remuneração adequada no trabalho?

  1. Oi Patrícia,

    O trabalho do Grameen é muito interessante e, como vc mesmo escreveu, chega a ser revolucionário. Legal saber que vamos ter uma representante do Grameen no Brasil pois o trabalho deles tem grande potencial transformador.

    Aproveito o espaço para divulgar uma resenha do livro do próprio Yunus para aqueles que ainda não conhecem o banco.
    http://www.domsp.com.br/maison/knowledge/resenha-do-livro-o-banqueiro-dos-pobres

    Abs,
    Thiago de Assis Silva
    DOM Strategy Partners

  2. Oi Thiago, td bom?
    Obrigada pelo comentário.

    Esse livro é o máximo mesmo e vale a pena ser divulgado!!

    Se tiver alguma dica/interesse particular sobre algo que vc gostaria que eu me informasse e escrevesse, avise-me.

    Abraço,
    Patrícia.

  3. Adorei!!! Muitos interessante… Keep up the good work!

  4. Obrigada Daniela!!!!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s