Sendo Gigante Pela Própria Natureza – Empresa Júnior

O conceito de empresário júnior ainda não é tão difundido no Brasil como gostaríamos, apesar de o Brasil ter mais de 600 empresas juniores (EJ). A EJ é uma empresa sem fins lucrativos formada e gerida totalmente por alunos de graduação, que realiza projetos para a sociedade em geral sob a orientação de professores e profissionais especializados. Este modelo empresarial foi concebido na França, em 1967, objetivando estudos de mercado ou enquetes comerciais na empresa. Dois anos mais tarde, com o conceito amplamente difundido no meio acadêmico francês, foi criada a Confederação Nacional das Empresas Juniores.

                Quase duas décadas mais tarde, após consolidação do movimento júnior na França e posterior difusão no exterior, a Câmara de Comércio e Indústria Franco-Brasileira trouxe para o Brasil suas idéias e conceitos. As primeiras EJ do Brasil foram as da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP), da Fundação Getúlio Vargas e da Universidade Federal da Bahia. O MEJ, movimento de empresas juniores, foi tão bem sucedido no nosso país, que de 1988 a 1995, em sete anos, portanto, surgiram 100 empresas, número que foi atingido, no país de origem, em 19 anos, entre 1967 e 1986. Hoje, são mais de 22.000 universitários espalhados em cerca de 700 empresas juniores e realizando mais de 2.000 projetos por ano, segundo dados do site da Brasil Júnior, a Confederação Brasileira de Empresas Juniores.

                Além do desenvolvimento de competências úteis ao ingresso no mercado de trabalho, os empresários juniores são uma importante ferramenta para o desenvolvimento nacional. Posto que as EJ não possuem fins lucrativos, seus projetos são consideravelmente mais econômicos que os das demais companhias. Dessa forma, micro, pequenas e médias empresas podem dispor de mais serviços e projetos, impulsionando o crescimento econômico do país. Este impacto das EJ é tão inegável que a Brasil Júnior participou, em Brasília, da 4ª reunião extraordinária do Conselho Nacional de Juventude, o Conjuve. A reunião foi marcada por um momento especial em que os conselheiros foram recebidos pelo ex-presidente Lula em seu gabinete e requisitaram seu apoio às prioridades do Conselho.

                O Brasil está crescendo exponencialmente e adquirindo maior peso nos fóruns de discussão mundiais. Importa, então, que seja formada uma juventude empreendedora capaz de não só de aproveitar as oportunidades nascentes, mas também de consolidar a posição conquistada pelo país. O MEJ é uma ferramenta poderosa e cabe a nós, universitários, utilizá-la visando os valores promovidos pelo movimento: comprometimento, ética, motivação, perseverança, profissionalismo, responsabilidade social, transparência e união.

Vídeo da Brasil júnior: http://www.youtube.com/watch?v=R3DTwMHH4FA

Carolina Reis

Anúncios

Uma resposta para “Sendo Gigante Pela Própria Natureza – Empresa Júnior

  1. Pingback: Sendo Gigante Pela Própria Natureza – Empresa Júnior « Blog AIESEC Rio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s